Parâmetros Operacionais em seu sistema para Factoring ou FIDC

Tempo de leitura: 6 minutos

Parâmetros Operacionais em seu sistema para Factoring ou FIDC

Durante a parametrização de um software, cuidados devem ser tomados para evitar mudanças desnecessárias que possam gerar retrabalhos.

Se as parametrizações não forem realizadas e revisadas antes do início da utilização do sistema, a empresa tende a trabalhar de forma menos consistente à situação que o usuário procura, levando a decisões gerenciais e operacionais inadequadas, além de retrabalho nos procedimentos diários.

Então é hora de lermos sobre como ajustar as engrenagens do seu sistema!

No sistema para factoring da Stand By a parametrização permite que cada empresa estabeleça um ambiente operacional adequado às suas necessidades, tendo em vista os critérios definidos para sua operacionalização.

No menu parâmetros operacionais é possível parametrizar o sistema, especificando critérios para processamento do borderô, que vão influenciar nos processos de cálculo, recompras, formalização, contábil e tributário.

Neste menu, a configuração é dividida em três abas:

  • Operacionais
  • Outros Parâmetros
  • Parâmetros de Calculo

Aba “Operacionais”

Na aba Operacionais, o primeiro campo que a factoring ou FIDC deve se ater é a numeração do último contrato que está relacionado ao controle de numeração de contratos mães emitidos e é alimentado de forma automática pelo sistema.

parametros-operacionais-factoring-fidc-1

Em seguida, aparecem os campos de carteiras internas, a começar pela carteira padrão de oficialização. Informado ali o código da carteira, todos os borderôs no momento da oficialização serão oficializados automaticamente nesta carteira. Vale dizer que não se trata de uma parametrização obrigatória, caso a factoring opte por deixar o campo em branco, na tela de oficialização, ela poderá escolher a carteira para qual o borderô será oficializado sob demanda.

Nos campos seguintes, temos a carteiras de Pagamentos Parciais, Matéria Prima, Renegociações, Geração de Cobrança, Padrão Recompra e Nota de Crédito, estas devem ser parametrizadas caso a factoring ou fundo operem com essas situações. Nestes casos os títulos quando inseridos nas situações acima, têm automaticamente suas carteiras alteradas.

No campo imprime detalhes, a factoring pode configurar o modelo padrão de visualização e impressão do borderô simulado ou oficial entregue para o cedente como taxas de deságio, serviço, prazo da operação, etc. Esta configuração também pode ser feita individualmente no cadastro do cedente.

Número de inscrição do SCI, trata-se do número de registro da factoring junto ao SCI/Boa Vista para fins de envio do arquivo de reciprocidade que dá descontos em suas consultas.

Por fim, temos a listagem com os campos de ocorrências, que representam os fatos relacionados com as diversas situações que podem afetar um título.

Aba Outros Parâmetros

Na aba outros parâmetros, o sistema apresenta alguns checkboxes que parametrizados pela factoring poderão auxiliar na tomada de decisão no momento da realização do borderô.

São eles, mostra títulos do sacado e do cedente, aonde é possível visualizar todos os títulos dos sacados e cedente da operação inseridos na base de dados. Fixa limites Sacados e dos Cedentes, que verifica no momento da digitação da operação, o limite de crédito, a quantidade e o valor máximo de títulos parametrizados para o sacado, bloqueando a entrada de títulos fora do padrão definido. Calcula IOF com D+, que marcado, fará o calculo do IOF com base no vencimento real.

parametros-operacionais-factoring-fidc-2

Já outros checkboxes facilitarão o processo operacional. São eles: baixa pendência e títulos automaticamente, que se marcados, baixa automaticamente títulos e pendências debitados no borderô. Permite emissão cheque simulação, que marcado, dá opção de emissão do cheque de pagamento da operação no final da digitação. Permite alterar dados do sacado em operações, que se marcado, habilita no início da digitação do título o cadastro do sacado para edição. Provisiona encargos tributários e despesas de captação, que marcados, provisiona impostos e comissão do operador respectivamente, no momento da operação.

E há a aqueles que não influenciam nem no processo operacional e nem na tomada de decisão. São eles: imprime razão social, que marcado, trará no cabeçalho do borderô simulado, a razão social da factoring, o campo imprime IOF, que se marcado, traz o valor do iof destacado no borderô simulado.

Ainda na aba outros parâmetros, é possível padronizar as ocorrências cadastradas no sistema para o controle das informações referentes a código de títulos confirmados, recompra com transferência para cobrança simples, recompra com devolução, documentação regularizada, ocorrências impeditivas de protesto e ocorrências de protesto.

Aba Parâmetros de Cálculo

Na última aba do menu operacionais, temos os parâmetros de cálculo. São aqueles que afetam o valor líquido da operação e consequente o resultado da empresa.

Estes parâmetros serão definidos como parâmetros gerais da factoring, e no momento do cadastro de um novo cedente, estes parâmetros serão lançados como parâmetros operacionais do cedente devendo ser alterados e personalizados quando for o caso.

São eles: Deságio, tipo de Cálculo do deságio, ad Valorem ou comissão de Serviço, tipo de comissão de serviço, D+ e tipo de D+, taxa de oportunidade, taxa de impontualidade, tarifa cobrança de cheques e títulos, dias adicionais ao D+ para cheques com compensação inferior ao valor pre determinado também nessa aba, valor máximo por sacado, quantidade máxima de títulos por sacado, prazo mínimo e máximo de vencimento, prazo mínimo de cálculo.

parametros-operacionais-factoring-fidc-3

Já outros campos, necessitam de um suporte por parte da contabilidade da factoring para verificar se as informações estão corretas. Depois só poderão ser alterados mediante alteração na legislação.

São eles: Alíquota de IOF PJ, que incide em operações realizadas com cedentes pessoas jurídicas não optante pelo simples. Alíquota IOF PF, que incide em operações realizadas com cedente pessoas físicas, equiparadas a pessoas jurídicas, isto é, que possam comercializar produtos e serviços (artesãos, profissionais autônomos, liberais, etc). Alíquota IOF de empresas optantes pelo simples, que incide em operações realizadas com cedentes pessoas jurídicas, comprovadamente enquadradas no simples.

Ainda temos, a alíquota de retenção do IR e o valor mínimo de retenção, a alíquota de retenção da CSSLL/ Cofins e PIS, as bases de calculo para o IR retido e para a CSSLL/ Cofins e PiS.

Por fim, caso a factoring opte em trabalhar com títulos em cobrança simples, deverá definir no campo, emitir nota fiscal cobrança simples, como será a emissão da cobrança simples. Se borderô ou nota de crédito.

Entre em contato com nosso suporte: (31)3235-3100 ou [email protected] e conte com nossa ajuda para parametrizar corretamente o seu sistema!

Até a próxima. Fale com a gente nos comentários para deixar suas crítica ou sugestão!

Deixe uma resposta